Primeiro reinado e Independência do Brasil - Questões para fixação e resumo dos aspectos mais importantes.

Revisão
Language: Portuguese
Subject: História > História do Brasil
Age: 13 - 14

Primeiro reinado e Independência do Brasil - Questões para fixação e resumo dos aspectos mais importantes.

Revisão

Qual foi o período do Primeiro Reinado no Brasil?

1822-1831

1824-1831

1831-1840

1840-1844

Quem foi o primeiro imperador do Brasil?

Dom João VI

Dom Pedro I

Dom Pedro II

Dom Miguel

Qual foi a constituição que foi promulgada durante o Primeiro Reinado?

Constituição de 1822

Constituição de 1824 - Poder moderador

Constituição de 1831

Constituição de 1840

Qual foi o conflito que envolveu o Brasil e a Argentina no período do Primeiro Reinado em que houve a perda da provincia onde hoje é Uruguai?

Guerra do Paraguai

Guerra do Prata ou cisplatina com independência da província e formação Uruguai

Guerra do Uruguai

Guerra do Equador

Qual foi o movimento separatista que ocorreu no Nordeste do Brasil durante o Primeiro Reinado?

Confederação do Equador independência da província Pernambuco, Paraiba, Rio Grande do Norte e Ceará a

Inconfidência Mineira

Revolta da Balaiada

Revolução Farroupilha

O que causou a abdicação de Dom Pedro I em 7 de abril de1831?

Poder moderador de d. Pedro, rixas entre conservadores e liberais

Guerra com uruguaios

Apoio dos brasileiro

Napoleão

Quem eram conhecidos como liberais moderados no período do Primeiro Reinado?

Padres jesuítas

Militares

Burgueses e proprietários de terras

Indígenas

Quem eram conhecidos como liberais exaltados no período do Primeiro Reinado?

Padres jesuítas

Militares e camadas médias urbanas

Burgueses

Indígenas

Quem defendia o poder moderador no período do Primeiro Reinado?

Liberais moderados

Liberais exaltados

Conservadores partido português, grande comerciantes e funcionários públicos de altos cargosos

Militares

UEM-PR. Ao chegar ao Brasil, em 1808, D. João VI decretou a abertura dos portos. Sobre o(s) motivo(s) que explica(m) esse fato, assinale a alternativa correta.

O Bloqueio Continental imposto por Napoleão Bonaparte e a influência da doutrina do liberalismo econômico.

A descoberta do ouro, em Minas Gerais.

A iniciativa da metrópole portuguesa, no final do século XVIII, de abrir mão do monopólio de pro­dutos tropicais do Brasil.

O progresso nos sistemas de cultivo dos produtos tropicais, com o aumento da produtividade agrícola e com o uso de técnicas de conservação dos solos.

A procura por tecidos de linho e de algodão fabricados no Brasil.

Quais as exigências da corte portuguesa para D. João na época em que estava no Brasil:

Há três respostas verdadeiras

Reafirmava a fidelidade ao Rei, mas exigiam a promulgação de uma Constituição que limitasse o poder do soberano.

Também queriam a volta do Brasil à condição de Colônia e a restauração do monopólio comercial português.

O Retorno da Família real a portugal

a independência do Brasil

Derrubada da escravidão no Brasil

Devido as invasões Napoleônicas a família real portuguesa tinha fugido para o Brasil. Os britânicos haviam assumido a regência de Portugal enquanto Dom João VI estava ausente. Quando Napoleão foi derrotado muitos portugueses pensaram que o rei voltaria em pouco tempo. No entanto, Dom João VI adiava sua volta, desejoso de permanecer naquela terra que o fizera rei. Por este motivo alguns movimentos em protestos ocorreram, exceto:

A Revolta liberal do Porto, onde eafirmava a fidelidade ao Rei, mas exigiam a promulgação de uma Constituição que limitasse o poder do soberano. Também queriam a volta do Brasil à condição de Colônia e a restauração do monopólio comercial português.

Dom João VI sente a pressão da corte portuguesa e volta a Portugal com parte da sua família e da nobreza que o acompanhou.

O filho mais velho, Dom Pedro, ficaria no Brasil, como Príncipe-Regente.

Os representantes dos governos europeus se recusavam a acatar os pedidos dos portugueses, pois afirmavam que Rei português porque D. João governava o Reino a partir de uma colônia. A fim de acalmar os ânimos,o rei, em 1816 eleva o Brasil à categoria de Reino Unido sendo o território brasileiro deixa de ser colônia para fazer parte do Reino. Os nascidos no Brasil, poderiam comercializar com a metrópole de igual maneira.

Napoleão ainda pressionava Portugal e por este motivo D. João ainda precisaria ficar no Brasil.

Quais fatos justificaram a crise entre a Corte portuguesa e D. João, que acabaram provocando o seu retorno para Portugal?

Outras regiões da Europa (como Espanha, Grécia e a cidade de Nápoles) passaram por revoluções liberais o que influenciou a Corte portuguesa também formar um governo liberal no país, subordinando a Coroa ao Legislativo (isso é, criando uma monarquia constitucional), garantindo direitos aos cidadãos portugueses.

Portugal vivia uma crise econômica e social.

Havia o interesse em reconstituir o monopólio português em relação ao comércio com a colônia.

Nas províncias do Centro-Sul, predominava a posição contrária às reivindicações da Corte portuguesa, como o retorno da Família Real à Europa. Muitos setores temiam perder os privilégios e o poder conquistados desde que dom João 6° chegara ao Brasil, quando a colônia fora elevada à condição de Reino Unido.

Embora o movimento de 1820 (Porto) ameaçasse limitar seus poderes, dom João 6° assumiu uma postura conciliatória em relação às Cortes portuguesas. Contudo, a radicalização política no Brasil o forçaria a jurar fidelidade à nova Constituição portuguesa - que sequer existia, mas à qual deveria se submeter.

todas estão corretas

Quais motivos contribuíram com a independência do Brasil? assinale a errada:

A administração portuguesa na colônia impôs uma série de restrições que limitavam o desenvolvimento econômico e político do Brasil, gerando insatisfação entre as elites locais, que buscavam maior autonomia para administrar seus próprios interesses;

Influência das revoluções liberais em outros países. As ideias de liberdade e autonomia influenciaram os pensadores e líderes brasileiros da época, incentivando a luta pela independência;

A vinda da família para o Brasil. Essa mudança gerou uma série de transformações sociais e políticas no país, criando um ambiente propício para o surgimento de movimentos independentistas;

Liderança de Dom Pedro I: Dom Pedro, filho do rei português D. João VI, desempenhou papel considerável no processo de independência. Com a pressão das elites brasileiras e insatisfeito com a política de Portugal, ele proclamou a independência em 1822, tornando-se o primeiro imperador do Brasil.

O apoio das cortes portuguesas, que tinham interesse que a independência do Brasil ocorresse

Quais as consequências da independência do Brasil?

As tropas brasileiras enfrentaram as forças portuguesas em diversos confrontos ao longo do país em regiões que não aceitavam a separação, como Pará, Bahia e Maranhão. Destacam-se as batalhas de Itaparica e Pirajá, nas quais as forças brasileiras obtiveram vitórias decisivas.

Após a proclamação da independência, em 7 de setembro de 1822, a guerra se estendeu por mais dois anos até a assinatura do Tratado do Rio de Janeiro, que reconheceu a independência do Brasil por parte de Portugal.

Com a separação de Portugal, o Brasil teve a oportunidade de construir suas instituições políticas e administrativas, desenvolvendo uma estrutura de governo própria e estabelecendo a base para a consolidação do Estado brasileiro;

Brasil pôde estabelecer suas próprias políticas comerciais, buscando expandir o comércio com outras nações e explorar seus recursos naturais de maneira mais eficiente. Essa liberdade econômica contribuiu para o crescimento e desenvolvimento do país ao longo dos anos;

independência não resolveu automaticamente todos os desafios sociais e políticos que o Brasil enfrentava. O país ainda tinha que lidar com questões como a escravidão, a desigualdade social, a falta de infraestrutura e a consolidação de uma identidade nacional.

O Brasil não conseguiu ter estabilidade no estado formado e ficou fragilizado e ainda necessitando da influência de Portugal